O debate sobre álcool, crack e outras drogas na formação universitária e o papel dos profissionais da rede intersetorial em uma ação de educação em saúde

Andrea Donatti Gallassi, Camila Isabel Cruz Souza, Maria de Nazareth Rodrigues Malcher de Oliveira Silva

Resumo


Introdução: O processo histórico das políticas públicas em saúde promoveu um avanço na forma de produzir o cuidado e como consequência a necessidade de associação entre ensino, pesquisa e extensão, requerendo novos investimentos formativos em temas contemporâneos, como a educação permanente sobre drogas e suas vulnerabilidades associadas. Objetivo: Apresentar o projeto de extensão Roda de Debate sobre Drogas e Vulnerabilidades Associadas como uma ação de educação permanente para o fortalecimento da interação de atores intersetoriais e a comunidade acadêmica. Método: Estudo do tipo misto sequencial utilizando dados quantitativos e qualitativos, realizado por meio da aplicação de questionários e entrevistas. Os dados quantitativos foram analisados utilizando o software SPSS e os dados qualitativos a análise de conteúdo categorial. Resultados e Discussão: Os resultados mostraram um espaço relevante de educação permanente aos profissionais e mudanças importantes na percepção dos participantes sobre o tema drogas. Observa-se a necessidade de ampliar e qualificar a extensão universitária oferecendo alternativas de aprendizado, especialmente sobre temas permeados por mitos e pouco abordados nos currículos dos cursos de graduação.

Palavras-chave: Extensão universitária; Álcool e outras drogas; Educação permanente.

 


Texto completo:

PDF




A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br