Problemas interpessoais em comunidade terapêutica: um estudo exploratório

Gerson Vieira de Paula Junior, Amadeu Roselli Cruz

Resumo


Este estudo investigou problemas interpessoais em comunidades terapêuticas para dependentes químicos. Quatro residentes e dois monitores foram entrevistados individualmente. A análise de conteúdo foi utilizada para tratamento dos dados. Segundo os participantes, os desentendimentos nas comunidades onde estiveram ocorrem em circunstâncias banais do dia a dia e envolvem pequenas discussões e bate-bocas. Em alguns casos, tornam-se mais intensos, podendo ocorrer ameaça e agressão física. A conduta dos monitores diante desses casos é bem diversificada. Há divergências em relação às crenças a respeito dos efeitos dos problemas interpessoais sobre o tratamento: a) atrapalham o tratamento; b) podem atrapalhar, mas podem também servir como oportunidade de desenvolvimento; c) atrapalham apenas quem está pouco interessado no tratamento, sendo utilizados como desculpas para desistir do tratamento. Conclui-se que monitores e demais profissionais devem implementar estratégias para reduzir e administrar problemas interpessoais, sendo cautelosos em relação às manipulações dos residentes.

Palavras-chave: Comunidade Terapêutica. Transtornos relacionados ao uso de substâncias. Relações interpessoais.


Palavras-chave


Comunidade Terapêutica. Transtornos relacionados ao uso de substâncias. Relações interpessoais.

Texto completo:

PDF


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado semestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br