Vygotsky e Freire: os conceitos de “consciência” e “conscientização”

Daniel Welton Arruda Cabral, Luciola Limaverde Ribeiro, Débora Linhares da Silva, Zulmira Áurea Cruz Bomfim

Resumo


 

Este artigo traça um paralelo entre os conceitos de consciência, debatido por Vygotsky, e de conscientização, amplamente difundido por Paulo Freire. Esses conceitos foram trabalhados em diferentes épocas e contextos por autores que buscavam compreender o processo educativo. A possibilidade de aproximações entre essas categorias advém do fato dos dois autores adotarem um referencial materialista histórico-dialético e de terem projetos inovadores de mudança cultural e educacional, considerando o contexto social como essencial para a formação da consciência. Os dois autores buscaram, em suas obras, compreender a transformação dos sujeitos. A articulação entre esses saberes pode ser uma ferramenta poderosa e potencializadora para mudanças.



Palavras-chave


Consciência; Conscientização; Vygotsky; Paulo Freire; Educação.

Texto completo:

RESUMO PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br