Comentários do leitor

Ingles na web simples e objetivo

por camila matos (2017-05-06)


É justamente essa questão a qual eu tento fazer com que as pessoas percebam, Elisabete! Também já presenciei estrangeiros falando bem português, mas não perfeitamente, trocando por a” onde seria ” e esse tipo de coisa, e é possível compreender que a pessoa quer falar sem problemas. Aliás, se houver um erro, alguém sempre pode aconselhar, corrigir, ensinar certo, e assim os erros serem corrigidos. Não há constrangimento nenhum nisso!

Esse gesto quase imperceptível revela um detalhe importante do cérebro bilíngue: nos bastidores, as duas línguas estão sempre competindo pela nossa atenção. resultado é que quando os bilíngues falam, escrevem ou escutam rádio, cérebro está ocupado, tentando escolher a palavra certa e inibindo mesmo termo da outra língua. É um teste difícil de controle executivo, mesmo tipo de exercício que encontramos em programas de treinamento cerebral” vendidos por aí. Livros de programação são um pequeno pesadelo para quem só lê em português.

Como a tecnologia evolui rápido, os livros de papel e ebooks logo ficam obsoletos. E como as edições em português levam alguns meses para sair, conteúdo fica desatualizado ainda mais rápido. De quebra, podem surgir algumas pérolas como na tradução do The Lean Startup, que chama framework de arcabouço”.

Em Israel, onde nasceu este método, a pedagoga foi mais longe e percebeu que até os bebês podiam aprender inglês através de jogos de audição inglês do jerry repetição e de um reforço positivo. Assim, criou os seus próprios materiais de apoio: músicas, rimas e histórias e começou a ensinar as crianças da vizinhança num ambiente acolhedor que em tudo se assemelhava ao normal processo de aprendizagem de uma língua materna.



Estudei inglês pelo App Duolingo (gratuito pela Play Store) ajudou muito além de ouvir muita rádio dos EUA (outro App gratuito chamado Rádio EUA). Minha namorada vai para Paris em Março, então estamos fazendo mesmo (estudando francês pelo Duolingo e escura do rádio francesa). Creio que Apesar do pouco tempo entre início dos estudos e a viagem dela conseguiremos desenvolver um vocabulário básico.

A independência feminina vem ganhando força com passar dos anos e a tendência é que cada vez mais as mulheres façam mais coisas sem depender de alguém que supostamente estaria ali para transmitir mais segurança: ganhamos muita liberdade em todos os âmbitos de nossas vidas e, com isso, desejo de explorar novos ambientes sem precisar, necessariamente, de alguém que nos acompanhe, é prova dessa realidade de independência”, comenta Ana Maria Santana, diretora operacional da Schultz Operadora de turismo.