Os eternos estrangeiros: contato, campo afetivo e representações sociais de ciganos entre não ciganos da grande Vitória/ES

Mariana Bonomo, Grecy Kelle de Andrade Cardoso, Jéssica Maria Gomes Faria, Julia Alves Brasil, Lídio Souza

Resumo


Este trabalho investigou a elaboração do objeto social ‘ciganos’ entre não ciganos da Grande Vitória/ES, a partir da dimensão afetiva e dos níveis de contato em relação ao grupo cigano. Participaram do estudo 56 pessoas, com idades entre 18 e 45 anos, que apresentaram tanto sentimentos positivos quanto negativos em relação aos ciganos. Para o tratamento dos dados, coletados por meio da aplicação de questionário, utilizou-se o software EVOC e a Análise de Conteúdo Categorial. Os resultados informam que o posicionamento afetivo se organiza, principalmente, a partir das dimensões positiva ‘curiosidade’ e ‘respeito’, e negativa ‘insegurança’ e ‘desconfiança’. Associado a esse campo de ambiguidades, entre os elementos centrais das representações de ciganos encontram-se significados como ‘nomadismo’ e ‘cultura diferente’, além de estereótipos negativos e termos que descrevem a dimensão figurativa do objeto social. Discute-se a função das representações encontradas na manutenção do preconceito e da discriminação social contra esse grupo.

Palavras-chave: Ciganos. Dimensão afetiva. Estereótipos. Representação social.


Palavras-chave


Ciganos. Dimensão afetiva. Estereótipos. Representação social.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br