Abordagem do comportamento de uso abusivo de substâncias psicoativas no Brasil: o estado da arte

Marcella Regina Silva Rieiro Guerra, Luc Vandenberghe

Resumo


O problema complexo do tratamento do uso abusivo de substâncias psicoativas coloca a comunidade científica diante da responsabilidade social. O objetivo do presente estudo foi conhecer a produção científica nacional a respeito da reabilitação do usuário. Realizou-se uma revisão bibliográfica integrativa, cobrindo os últimos cinco anos. Dos 60 artigos obtidos pelo Google Acadêmico e o portal revistas Capes, 32 desenvolveram o tratamento da dependência como tema principal. Foram subdivididos em: modelos e programas (9 artigos); e aspectos específicos do tratamento (23 artigos). As pesquisas empíricas selecionadas sobre tratamento estão concentradas, principalmente, no sul do País. Percebe-se uma proliferação de estratégias e programas na literatura, acompanhados, contudo, pelo objetivo em abordar a pessoa como um todo e adaptar as necessidades individuais de cada sujeito como guia do tratamento.

Palavras-chave: Tratamento da dependência química. Tratamento da dependência de substâncias psicoativas. Reabilitação do dependente químico

Palavras-chave


Tratamento da dependência química. Tratamento da dependência de substâncias psicoativas. Reabilitação do dependente químico

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br