Percepção sobre a sexualidade da mulher com deficiência × crenças culturais moçambicanas

Alexandra e Maria Justino e Salome Simbine e Matsinhe

Resumo


Resumo  

O presente artigo tem como objetivo entender como a mulher com deficiência e a sociedade percepcionam a sexualidade dessas mulheres, numa cultura em que as crenças tradicionais permeiam as causas da deficiência. Para a realização deste estudo, recorreu-se à entrevista, à observação direta e às narrativas das mulheres com deficiência. Foram entrevistados e observados 24 participantes, divididos em dois grupos: 10 participantes do sexo feminino com deficiência, com idades variadas na faixa etária reprodutiva dos 18 aos 45 anos de idade; e 14 participantes que conviviam com pessoa com deficiência ou não, a partir dos 18 anos de idade em diante, de ambos sexos. A análise de dados foi de índole qualitativa, explorando-se as informações colhidas em comparação com o que outros autores já referiam. Como consequência, observou-se que as mulheres com deficiência vivenciam uma experiência caracterizada por discriminação, violação dos seus direitos humanos, julgamentos e limitações sociais que lhes proíbem gozar plenamente sua sexualidade e seus direitos sexuais e reprodutivos.

 


Palavras-chave


deficiência, sexualidade, mulher, crença, cultura

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br