Psicologia Social Comunitária e Agroecologia: uma experiência de formação no contexto amazônico

Marcelo Gustavo Aguilar Calegare, Guilherme Vasconcelos Torres, Jolorena de Paula Tavares, Pedro Xavier Lana, Quezia Amaral Silva Teixeira

Resumo


Neste artigo, temos por objetivo apresentar e discutir uma experiência da disciplina Psicologia Social Comunitária, no segundo semestre de 2018, com um grupo de agricultores de alimentos orgânicos da zona rural do município de Iranduba/AM, que segue os princípios agroecológicos. Descrevemos e discutimos a elaboração do Plano de Ação nas seguintes etapas: familiarização com os agricultores em seu cotidiano; levantamento dos problemas e necessidades; elaboração das estratégias de ação e sua colocação em prática; avaliação final. Concluímos que a aproximação com os agricultores nos trouxe valiosa bagagem para a atuação profissional por: atuarmos em um contexto rural; agirmos como parceiros, em vez de termos apenas uma escuta qualificada; ampliarmos nossas consciências sobre a realidade local amazônica, e não meramente a deles; percebermos que a alimentação e escolha de produtos orgânicos é um ato político; aproximarmo-nos da Agroecologia e de sua proposta de transformação da sociedade.


Palavras-chave


Ambientes Rurais; Psicologia Comunitária; Agroecologia; Amazônia; Formação do Psicólogo.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br