Vozes que ecoam: Feminismo e Mídias Sociais

Mayara Pacheco Coelho

Resumo


O movimento feminista, contemplado em suas três fases, apresenta bandeiras condizentes com o momento histórico e a sociedade na qual se consolida como movimento social. Como movimento, há rupturas, desdobramentos, avanços e retrocessos. Bandeiras intituladas “feministas” podem ser muitas vezes dissonantes e até coexistirem. Com a ascensão da internet comercial insurgem coletivos feministas na mesma proporção que grupos contrários. Vale lembrar que atualmente quando se fala em igualdade entre os sexos, fala-se em igualdade na diferença. Com as redes móveis e o Ciberfeminismo, amplia-se o alcance das discussões, porém tem-se um aumento significativo dos ataques contra as próprias mulheres. Este ensaio surge em um cenário de grande movimentação nas redes sociais. Propõe-se então um resgate da história de luta do movimento feminista e sua articulação com ativismo online e discussões movidas por likes e hashtags

Palavras-chave: Movimento Feminista; mídias sociais; teoria queer; movimentos sociais; gênero.


Texto completo:

PDF




A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br