Horizontes de compreensão acerca das transexualidades: a Psicanálise entre o olhar médico e queer

João Paulo Zerbinati, Maria Alves de Toledo Bruns

Resumo


A transexualidade é um aspecto da sexualidade que instiga o avanço compreensivo da própria sexualidade para além da naturalização dos modelos binários para o sexo e gênero. Questão de saúde pública discutida desde sua origem por saberes como a medicina, psicologia e psicanálise. Dessa maneira, a partir de uma revisão sistemática da literatura internacional, o objetivo deste estudo foi apresentar o perfil dos artigos publicados nos últimos dez anos tendo o fenômeno da transexualidade investigado a partir da relação com a psicanálise e psicopatologia. Compreender a vivência transexual sem compará-la aos modelos normativos ao sexo e ao gênero é desafio contemporâneo e necessário para tornar menos rígidos os saberes da psicologia e psiquiatria, e principalmente da psicanálise, assim como demais áreas da saúde e educação cuja práxis emerge ao contato com aspectos da pluralidade afetiva e sexual humana. A psicanálise, no contexto contemporâneo, é intimada para auxiliar e potencializar a compreensão subjetiva, inclusiva e despatologizantes das transexualidades.


Palavras-chave


Transexualidade, Psicanálise, Psicopatologia, Revisão Sistemática.

Texto completo:

PDF